shadow

A competitividade do mercado torna mais necessário que as organizações adotem soluções que constituem em diferenciais para o negócio. Com isso, entender como funciona a gestão de talentos e quais benefícios ela proporciona é essencial para alcançar vantagens empresariais.

A gestão de talentos consiste em uma série de processos integrados com o objetivo de desenvolver o potencial dos colaboradores, alcançando níveis elevados de aprimoramento pessoal e profissional, de forma a torná-los mais produtivos. A estratégia é formada por quatro componentes principais:

  • atração;
  • seleção;
  • retenção;
  • desenvolvimento

A seguir conheça mais sobre a solução e como funciona a gestão de talentos!

Como funciona a gestão de talentos?

Todas as quatro etapas da gestão de talentos são fundamentais para o sucesso da estratégia. O foco é que automação e desenvolvimento dos processos permita a transparência da gestão e também a eficácia. A empresa deve avaliar inicialmente quais características e qualidades mais valoriza em um profissional e assim direcionar as etapas de atração e seleção para pessoas que contemplem essas exigências.

Ainda assim, a aplicação de uma estratégia de gestão de talentos dentro da organização depende de um plano de ação complexo e que envolve diferentes componentes. Diferentemente do que muitos gestores acreditam, a gestão não depende apenas dos profissionais de recursos humanos, mas de uma cultura organizacional voltada para esse objetivo comum. Conheça alguns dos aspectos que devem ser levados em consideração.

Plano de carreira

Um dos fatores mais importantes na atração de profissionais talentosos e continuidade deles na empresa consistem em ter um plano de carreira atraente e transparente. O colaborador precisa ter conhecimento sobre esse plano e sobre as metas que precisa atingir para que ele seja válido.

Assim, o profissional saberá quais passos precisa dar para se destacar no ambiente empresarial e como a empresa vai recompensá-lo por esses fatores. Lembre-se que manter a palavra no acordo é fundamental para que os colaboradores vejam que o plano realmente funciona e é executado.

Reconhecimento profissional

É relevante que todos os profissionais tenham feedbacks periódicos que permitam ajudar a identificar qualidades e pontos que precisam ser desenvolvidos. Esse fator está mais relacionado com as etapas de retenção e desenvolvimento, sendo que o colaborador precisa saber que a empresa olha para ele.

Essa etapa depende menos do setor de RH e muito mais dos gestores e gerentes diretos, sendo que todas as equipes devem colocar o reconhecimento em prática. Importante destacar que, independentemente das funções, todos os colaboradores devem ter esse retorno e chances de crescer na empresa caso demonstrem seu valor.

Incentivo ao aprimoramento

Uma empresa não conseguirá reter talentos e desenvolvê-los se não investir em aprimoramentos constantes, como cursos, treinamentos, palestras e outros. Isso porque o mercado está em atualização frequente de tecnologias, recursos e processos e esses devem ser incorporados à rotina dos profissionais para que seja possível melhorar o aproveitamento das equipes.

Clima organizacional positivo

Outro aspecto determinante para conseguir reter bons talentos é ter um clima organizacional positivo, o que inclui feedbacks construtivos, flexibilidade, momentos de interação entre as equipes e um dia a dia mais leve.

Locais tensos e nos quais os colaboradores não se sentem à vontade dificilmente vão conseguir manter profissionais talentosos que é o principal objetivo da estratégia.

Portanto, agora que você já sabe como funciona a gestão de talentos e como aplicá-la ao seu negócio, comece agora mesmo a atrair e reter talentos!

Publicidade

shadow


Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.