shadow

Estamos alinhados a estratégia da empresa que trabalhamos?

Conforme pesquisa realizada em Março de 2014 com mais de 500 empresas nos EUA, não estamos.

Contudo, antes de enfrentar esta realidade, vamos pensar: O que é estratégia no meu negócio?

Alguns advogados dirão que são os prazos.

Outros dirão que são os clientes.

Outros ainda dirão que é o marketing jurídico para captar novos clientes.

Estratégia em um escritório de advocacia vai além dos processos judiciais, além das ferramentas de captar novos clientes e o próprio marketing jurídico…

A estratégia é do negócio e não de parte dele.

Obviamente que o marketing faz parte da estratégia e que clientes são importantes e que processos judiciais fazem parte do negócio. Entretanto, não são preponderantes e decisórios quando analisados separadamente para o sucesso do negócio jurídico.

O negócio depende das pessoas, suas formas de pensar e agir, do marketing como um todo, das ferramentas de tecnologia, da gestão interna e externa, da comunicação com clientes, dos relacionamentos e contatos dos sócios, advogados e demais integrantes, enfim, ufa! De uma série de fatores e necessidades.

E, quando temos gestão em nossas fronteiras, temos o chamado planejamento estratégico, ou seja, organizarmos objetivos e métricas para o próximo semestre, ano, biênio, etc.

A referida pesquisa com mais de 500 empresas determinou que os próprios executivos estão compreendendo que há um desalinho entre o que foi planejado e o que está sendo executado.

Um dos principais motivos é a falta de compreensão da estratégia e por isto, não a executam. Veja o artigo na íntegra: http://exame.abril.com.br/negocios/noticias/metade-das-empresas-nao-focam-em-tirar-estrategias-do-papel

Isto não é privilégio dos EUA.

No Brasil, acontece e muito a mesma realidade.

Cada área da empresa puxando brasa para o seu assado e todas trabalhando de forma independente, sem pensar no coletivo. É como se houvesse 10 departamentos, 10 empresas diferentes, com propósitos diferentes, sem comunicação entre si e por incrível que pareça, todas dentro da mesma marca e com planejamento estratégico comum.

Parece real para você?

Penso que sim. Uma realidade comum e visível de empresas no Brasil e fora dele.

E o que fazer para mudar?

Unificar controles e procedimentos, exercer maior coalizão entre as áreas das empresas, estabelecer comunicação entre gestores e metas coletivas pode ser um bom início.

E o que mais?

Realidades de cada empresa dirão. Contudo uma máxima é universal: Quem não se comunica, se trumbica.

#Nãoémesmo?

____________________________________________________

Artigo escrito por Gustavo Rocha

GustavoRocha.com – Gestão e Tecnologia Estratégicas

Celular/WhatsApp/Facebook Messenger: (51) 8163.3333 |

Contato Integrado: gustavo@gustavorocha.com [Mail, Skype, Gtalk/HangOut, Twitter, LinkedIn, Facebook, Instagram, Youtube]

Web: http://www.gustavorocha.com

 

 

 

 

 

 

 

 

Publicidade

shadow


Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.