shadow

”As pessoas não trabalham para romper o que há, elas trabalham para executar o que existe.” (Gilclér Regina)

Pegue como exemplo a história vivida por Thomas Alva Edison que fez mil tentativas fracassadas antes de chegar na LÂMPADA ELÉTRICA.
Se ele estivesse trabalhando dentro de uma empresa, quantas tentativas você acha que a empresa o deixaria fazer?
Qualquer negócio que visa lucro e geralmente negócios são assim, tenho certeza absoluta que já iria aparecer um manda chuva qualquer dizendo que era para parar com aquilo que só estava dando despesa.
Você acha que estou errado em pensar assim? Não seria isso mesmo que aconteceria, pelo menos na maioria das empresas que você conhece?
O ambiente corporativo geralmente não é propício, não tem foco para criar coisas novas e transformar.
As pessoas não trabalham para romper o que há, elas trabalham para executar o que existe.Não sei se seria simplesmente por ter lá dentro líderes de crachá, do tipo “manda quem pode e obedece quem tem juízo”,  ou da natureza dos negócios tradicionais, mas nos faz repensar na criação de um novo ambiente que proponha mudanças e inovação até porque o que pode estar em jogo é a sobrevivência do negócio. 
Pense nisso, um forte abraço e esteja com Deus!

Publicidade

shadow


Deixe uma resposta