shadow

“Deus fez o Céu e a Terra… Dizem que a China fez o resto”.

* Gilclér Regina

 

Acho que o dever de todos nós, escritores brasileiros, é saber trabalhar os sonhos e não deixar de falar sobre a realidade, mesmo que ela seja dura e cruenta, pois um sonho mais belo e mais alto pode mover um povo. 

Penso que para ser cidade, em vez de ter tantos mil eleitores, o critério deveria ser: Ter uma biblioteca com tantos mil livros, um teatro em boas condições, um cinema, um hospital… Se tiver isso, ganha o título e tem que batalhar para mantê-lo.  Seria uma espécie de ISO PÚBLICA não sei quantos mil. Se a biblioteca sucatear, perde o título e assim por diante… 

O caminho é construir conteúdo nas crianças do interior do Brasil. Quando há conteúdo, há respeito e constância.

 Deus fez o Céu e a Terra… Dizem que a China fez o resto. Neste século chinês, a única saída é a reafirmação da própria identidade… Nós, aqui, vivemos um país de muitos países desconhecidos. 

E se ficarmos aqui somente pensando em importar da China e não criar um ambiente favorável para a nossa indústria, onde vai parar o emprego? Daqui a pouco até para tossir vamos ter que importar um xarope chinês. 

Penso que o programa bolsa família pode estar ajudando os mais pobres… Mas o país precisa pensar em bolsa trabalho, para ensinar as crianças de hoje a construir um futuro onde se sabe quem paga a conta. 

Mesmo sabendo que a intenção do bolsa família é mandar o aluno para a escola, e pagar por isto, precisamos de algo mais abrangente e real. E sem atalhos pelo caminho! 

Se perdermos até a esperança, não há caminho, não há construção de nada. Estamos mal acostumados a jogar pedra nos governos, mas ninguém pensa qual é a parte da sociedade, isto é, a sua parte, a minha parte. 

O Brasil continua adiando a solução e as nossas crianças continuam ficando na frente da TV. Educação neste país sempre foi uma questão secundária. Porém, quanto os senhores pais querem fazer para avançarmos? 

É mais fácil deixar os filhos vendo televisão e depois transferir a responsabilidade para a escola. Mais cômodo não? Porém nocivo ao crescimento e a boa educação.

           Nenhum país do mundo melhorou o seu sistema educacional enquanto não houve um mutirão da sociedade. Nós vemos mobilizações de setores organizados da sociedade em busca de melhor e maior segurança. E educação, como fica? Não há nenhuma mobilização para melhorar um quadro que modificaria completamente as estruturas desse país. Somente de professores reclamando de salário e quase sempre com completa razão. 

Ao ler o livro Raízes do Brasil do escritor Sérgio Buarque de Holanda, você entende a nossa colonização da pátria do “é dando que se recebe”. Passamos por mensalões, Cachoeiras, CPIs, crises e parece que o sistema da nossa sociedade continua o mesmo desde os tempos da colonização. 

Se cada um fizer um pouco melhor a sua parte, esse país torna-se imbatível. Se você não pode mudar e melhorar a sua cidade ao menos você pode varrer a frente de sua casa ou lavar a rua após o recolhimento do lixo do container do seu prédio ou ainda começar a reciclar em casa o seu próprio lixo.

Pense nisso, um forte abraço e esteja com Deus! 

  

* Gilclér Regina

Presidente da empresa CEAG Desenvolvimento de Talentos e Editora Ltda

Escritor, Palestrante com reconhecimento nacional.

Contato:  ceag@ceag.com.br   www.ceag.com.br   44-3227-0697

 

Publicidade

shadow


Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.