shadow

por Ivan F. Cesar

“…não sou de ninguém, eu sou de todo mundo e todo mundo é meu também…”, ao som dos Tribalistas a “nigth” está agitada e você está fazendo muitos “contatos” e, então, percebe uma pessoa especial, com idéias e sonhos muito parecidos com os seus.

Vocês nem sentem a noite passar e sem se dar conta já estão criando o seu “empreendimento”!

Após alguns dias de “gestação” despercebida, apesar de já estar sentindo que algo mudou, você descobre que será “empreendedor”; uma nova “empresa” irá nascer !!
Aí começa um período de “medo e felicidade”; será que vou dar conta do “negócio” ? será que terei capacidade de dar para a minha “empresa” o melhor e prepará-la para esse mundo tão competitivo ? estou tão feliz, eu queria tanto ter uma “empresa”!

Cheio de inseguranças, mas com muito otimismo, você começa a estudar tudo que pode sobre “empresas”, faz cursos, vai a seminários, compra todos os meses a Revista “Empreendedores & Empresas” (Pais & Filhos), começa a planejar e preparar o enxoval… Ops!! digo, a infra-estrutura e finalmente, depois de algum tempo de grande ansiedade sua empresa acaba de nascer!

É a sua cara, não? Todo mundo quer ver, parentes, amigos, agregados…
Todos dão a sua opinião e você tem que ficar escutando mil e um conselhos de como cuidar da sua nova empresa. Aí você percebe que o brasileiro é um “empreendedor em potencial”, pois todos acham que sabem o que deve ser feito, mesmo aqueles que nunca tiveram uma “empresa”.

Bom, agora que já passou toda aquela euforia, você sabe que precisa se dedicar e estar de olho no seu “negócio”, ele sempre irá precisar de sua atenção mas nessa fase inicial isso é crucial!

É necessário estar atento ao “mercado” e perceber qual o melhor caminho para a sua “empresa”.

Os anos vão passando e sua “empresa” vai começando a criar personalidade própria, a se aventurar no “mercado”. Toda a “capacitação” e “investimentos” começam a dar resultados animadores…

…é, sua “empresa” está crescendo!

Logo algumas “parcerias” serão formadas e, quem sabe, podem surgir até “filiais” da sua empresa!

É, praticamente tudo correu como você “planejou”, sua empresa hoje já está “madura”, é respeitada no “mercado” e o retorno do “investimento” está garantido.
Valeu a pena tanto trabalho e dedicação, nada se compara à felicidade de ver um “filho”, que começou tão pequeno e inseguro, crescer e ter o sucesso tão esperado e merecido!

Aí, você pensa que essa história acabou…
…”olha, o resultado foi positivo”, diz com entusiasmo o funcionário do laboratório (incubadora).

PARABÉNS !! Você vai ter mais uma “empresa”…

Publicidade

shadow


Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.