shadow

Por que é tão importante ter objetivos?

O que acontece durante o processo de construção da caminhada?

Toda vez que alguém lidera, motivando pessoas rumo a objetivos virtuosos, quem se beneficia?

Como um objetivo bem formulado transforma a energia da vida?

Quando efetivamente enterramos a chance de sucesso e prosperidade?

Zig Ziglar foi muito feliz quando expressou sua opinião em relação à força de um objetivo.

Ele afirma: “O que você ganha ao alcançar seus objetivos não é tão importante quanto o que você se torna ao alcançar seus objetivos”.

Quando imagino alguém sem objetivos definidos e metas claras, vem à cabeça os aqueles andarilhos que vagam sem destino.
Nas sessões de regressão, junto aos meus pacientes, alguns acessavam uma vida passada na qual se reconheciam como andarilho.

Eles relatavam a sensação de não pertencimento. Sentia solidão, abandono e não sentiam motivação para empreender uma vida com sentido. Geralmente se referiam a uma desilusão que teria gerado a falta de compromisso com a vida. Não havia desejo algum em empreender e deixar uma marca no mundo.

A falta de responsabilidade consigo e com os outros, resultava numa liberdade profunda, alguns diziam que apreciavam muito essa sensação. Diziam:

“Caminhar em direção ao nada é uma sensação diferente. Não há cobrança e nem compromisso com ninguém, muito menos com a consciência. É como estar anestesiado esperando nada. Nada além de caminhar e esperar o dia ser substituído pela noite”.

A tendência por viver uma vida sem rumo pode ser reflexo de memórias passadas, nas quais, um trauma intenso, impediu a pessoa de assumir sua vida, numa condição normal, de perdas e ganhos, conquistas e fracassos, luta e glória, dor e prazer, tentativa e erro, enfim, tudo que é necessário passar, para colher vitórias durante o percurso.

A caminhada fortalece os passos, tornamo-nos mais fortes, confiantes e seguros. Despertamos para novos patamares e reconhecemos que temos experiência e capacitação para muito mais. Podemos chamar isso de empoderamento pessoal, neste estado fantástico, projetamos rotas mais ousadas.

Estipulamos objetivos menos tímidos e traçamos metas geniais para alcançar o que sonhamos. O poder pessoal nasce dos resultados já conquistados e, impulsiona para irmos em frente, cada vez mais alto, rumo ao que anteriormente nos pareceu impossível.

O andarilho sucumbiu à dor e a desilusão e, sem recursos internos, perdeu a batalha para uma vida anestesiada pelo nada.

Atenção, se você está sem rumo, atente-se, talvez esteja, num processo de regressão de memória espontânea, ou seja, sua mente pode estar ligada há um tempo em que tudo se resumia a fazer nada.

E hoje, por mais que você racionalmente sabe das suas “obrigações terrenas”, algo impede seu êxito. Investigue e desconecte-se de uma vida que já passou. Tente aprender. Procure fortalecer suas intenções no tempo chamado, agora.

Lembre-se que seu poder pessoal irá acentuar-se à medida que você traça uma rota e trabalha para executá-la.  Nascerá então alguém ainda melhor, baseado nos desafios da sua caminhada.

Movimente-se e construa um legado. Evite anestesiar-se para as coisas boas da vida! Boa sorte!

Publicidade

shadow

Artigos Relacionaods



Deixe uma resposta