z-Posts

Seis homens honestos

Joseph Rudyard Kipling, prêmio nobel de literatura em 1907, autor e poeta britânico escreveu um poema chamado "Eu tenho 6 homens honesto que me servem" (tradução literal do inglês) e neste poema, ele dá uma verdadeira aula sobre inovação e criatividade.

 

Vamos ao cerne da poesia, já traduzida ao português:

 

 

"Eu tenho seis homens honestos servindo-me

Eles me ensinaram tudo que eu sei

Seus nomes são: O que, Onde, Quando,Como, Porquê e Quem "

 

 

Leia a poesia completa neste site (em inglês): http://www.kipling.org.uk/poems_serving.htm

 

Quisera todo empreendedor, trabalhador, empresário e afins tivessem estes 6 homens trabalhando para si.

 

Então, a cada problema ou situação nova que precisa ser resolvida, os 6 homens honestos entrariam em ação…

 

Vejamos um exemplo:

 

O problema foi a perda de um prazo… Chame os 6 homens honestos! E eles trazem a verdade:

O quê? O prazo foi perdido

 

Onde? Na justiça do trabalho

 

Quando? Semana passada

 

Como? Não foi agendado

 

Porquê? Esquecimento de quem lança

 

Quem? Sr. João

 

Depois dos 6 homens honestos em ação, só resta uma solução: Demitir o João! e repassar os processos internos com todos os envolvidos para que isto não aconteça novamente.

 

Em alguns casos até podemos não demitir o João do nosso exemplo, contudo, repassar os processos internos é essencial.

 

São 6 perguntas básicas que podem auxiliar muito no processo decisório e também na criatividade.

 

Quando a equipe está num brainstorming de ideias, usar as 6 perguntas pode dar um rumo ao que está sendo analisado.

 

Use os 6 homens honestos no seu dia a dia. É como trazer um plano de ação do papel a realidade.

 

Agora que já conhece os 6 homens honestos que podem fazer acontecer do papel a realidade, não perdoe: Use-os de verdade!

 

______________________________________________

 

Artigo escrito por Gustavo Rocha – Sócio da Consultoria GestaoAdvBr

 

www.gestao.adv.br  |  gustavo@gestao.adv.br

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo